Impessoal

Vi uma estrela,

E não a quis partilhar,

Ai de mim, será que me vai amar,

De incertezas e loucuras,

Vivo a vida assim,

No meio de ternuras,

Que teimam em fugir de mim,

Segurei-te nos meus braços,

Para não mais te largar,

Sussurraste-me ao ouvido,

Palavras para amar,

Olhei nos teus olhos,

Que não paravam de brilhar,

Estrela da noite,

Para mais tarde recordar…

5 comentários:

Carla disse...

Lindo!!! Sentido, profundo :) Nota: o meu blog está válido sim. Beijinhos

andie disse...

Impessoal ou muito pessoal?!
;)
jitos!

Bento disse...

andie, quando escrevi foi no sentido impessoal, mas acaba sempre por haver um pouco de pessoal acho que isso é inevitável ;)

sonjita disse...

Memórias que evocamos para revivermos o que já sentimos...

Lindo

BJoka

Dark Night Walker disse...

Muito sentido e profundo o que escreveste, gostei mesmo :D

O mundo tem algumas estrelas assim reservadas para nós, o essencial é sabê-las encontrar e guardá-las :)

Abraço amigo